Será que você compra por impulso?

compras-por-impulso

A maioria dos brasileiros compra por impulso. Você sabia disso? Segundo dados de uma consultoria, as compras por impulso chegam a 10% do faturamento do varejo.

Isso acontece porque a decisão de consumo é tomada de forma emocional. Por isso que toda vez que as lojas vão vender um produto, ele está acompanhado de promoções ou pessoas bonitas, felizes, perfeitas e algumas vezes famosas.

As propagandas, e até mesmo novelas, acabam ditando como temos que decorar a nossa casa, que tipo de roupa vestir etc.

As campanhas publicitárias são tantas, que muitas vezes, a gente acaba cantando uma música de determinado produto sem perceber, ou fica com essa música na cabeça o dia todo.

Mesmo que a gente pare e pense que não devemos gastar tanto dinheiro com determinado produto, surgem diversas facilidades para o nos convencer a consumir, como parcelas que cabem no seu bolso, com crédito a perder de vista, compre agora e só comece a pagar 2 meses depois etc. E muitas pessoas acabam sendo seduzidas e se sentindo especiais que no final acabam comprando.

O interessante é que a maioria tem sempre uma boa desculpa para justificar (se enganar) esse consumo. Tem gente que diz, eu trabalho muito e tenho o direito de usar o dinheiro para satisfazer todos os pequenos desejos imediatos. Outras pessoas gastam tudo o que têm, pensando “talvez eu morra amanhã…”. E vão comprando, consumindo.

Esses argumentos (desculpas) são usados tanto por quem ganha pequenos salários como por quem tem ótimos salários.

Pelos meus estudos e experiência, o sucesso financeiro não é medido pelo quanto se ganha, mas da forma como lidamos com os nossos gastos, com o nosso padrão de vida.

As nossas escolhas e ações vão determinar a nossa situação financeira, se nossa saúde financeira está bem ou se estamos doentes financeiramente. Você é o único responsável pela sua situação financeira. (embora muita gente coloque a culpa em outras pessoas ou em determinadas situações).

Pense nisso, você pode mudar sua situação de endividamento, você é o único responsável para mudar sua saúde financeira, e para mudar não é necessário nenhuma planilha complicada, é preciso apenas mudar seus pensamentos e ações. Se precisar de ajuda recorra a uma pessoa que possa te ajudar.

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *