QUER COMEÇAR 2014 NO AZUL?

finanças em equilibrioFim de ano chegando e muita gente pensando no que realizou em 2013 e também nas promessas que foram feitas em 01/01/2013 e que não se concretizaram. Pra diversas pessoas, uma dessas promessas deve ter sido acabar com suas dívidas.

Mas por que entra ano e sai ano uma boa parte da população continua endividada ou aumentou seu endividamento, ou pior, entrou na lista negra do SPC? Você já parou pra pensar quais os motivos que o levaram a contrair essas dívidas? Já seguiu os conselhos de muitos economistas pra tirar um empréstimo consignado e saldar suas dívidas de cartão de crédito, cheque especial, etc.?
E mesmo tirando o empréstimo consignado, após alguns meses, você está devendo novamente o cartão de crédito, cheque especial, carnês…Então você retorna ao banco, renegocia o empréstimo e tira mais dinheiro, e sempre continua no “aperto” . Sabe qual o motivo pra isso acontecer? Você atacou apenas o sintoma que foi a sua dívida, você não procurou saber qual a causa dela, qual o seu comportamento que levou a ficar devendo tanto.
Fazendo uma comparação, quando tomamos um remédio pra dor de cabeça, estamos apenas atacando o sintoma, e muitas coisas podem causar essa dor de cabeça como: pressão alta, problema de vista…E pra parar de sentir, constantemente, dor de cabeça, temos que atacar a causa, ou seja, a pressão alta, o problema de visão…
Então ficar trocando de empréstimo não vai resolver o seu problema, pois você atacou apenas o sintoma (a dívida) e não a causa. Essa causa é o seu comportamento, hábitos com o dinheiro, que precisam mudar para começar o novo ano sem dívidas. Mas então o que eu devo fazer para isso?
Primeiro você precisa fazer algumas perguntas como:
– Será que estou sendo muito influenciado pela propaganda?
– Eu estou trabalhando pra pagar contas ou pra realizar sonhos?
– Será que eu posso comprar tantas coisas ao mesmo tempo?
– Os equipamentos que eu compro eu uso todas as sua funções?
– Por que tem gente que ganha menos do que eu e essa pessoa possui um imóvel próprio, e eu moro de aluguel?
– Será que eu realmente ganho pouco?
– Qual é o meu objetivo daqui há um ano? Eu sei quanto custa? Quanto devo poupar por mês para alcançar?
São várias perguntas, e cada pessoa tem sua particularidade e tem seu comportamento com o dinheiro.
Com esse artigo eu quero despertar em você a necessidade de mudar seus hábitos com o dinheiro. Isso é a mesma coisa de mudar hábitos alimentares, e é perfeitamente possível.

Alvaro Perciano – Educador e Coach Financeiro
Email: ssperciano@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *