Auto sabotagem!

Muitas vezes eu escutei diversas pessoas falarem que: “não gosto de ir ao médico porque ele arruma doença.”. Ou isso: “o médico disse para eu parar de beber e fumar! Então eu parei de ir a esse médico!”. Mas o que realmente está por trás dessas frases? Você sabe dizer?

O grande problema das pessoas que falam isso é que elas não querem mudar seus hábitos e comportamentos. Pois vão ter que incorporar aos seus hábitos fazer atividade física, parar de tomar refrigerante etc. E mudar hábitos e pensamentos que são repetidos há muito tempo não é fácil.

É a mesma coisa com a saúde financeira, muita gente acredita que esses pensamentos são uma verdade absoluta: “Se não dever nunca vou ter nada!”; “Dinheiro não traz felicidade!”; “Quem é rico tem pouco caráter!”; “Pra que pensar no futuro se posso morrer amanhã!”; “Deixa a vida me levar!”. São muitas desculpas, muitas crenças limitantes que levam as pessoas a destruir sua saúde financeira. E isso tanto serve pra quem ganha 1 salário mínimo ou 10 salários. Com certeza você conhece pessoas que ganham pouco e conseguiram construir um patrimônio e outras que ganham 15 salários mínimos e não tem nenhum patrimônio, mora de aluguel, o carro é financiado, tem contas em atraso etc.

Então pra cuidar da  saúde financeira precisamos parar de praticar a auto sabotagem, precisamos pensar e agir de maneira diferente, você tem que definir claramente quais são seus objetivos financeiros, quanto custa e em quanto tempo você vai atingi-los.

Sei que não é fácil mudar, mas é necessário, pois você vai sofrer pressão de amigos e familiares para voltar a ser aquela pessoa com a saúde financeira debilitada. Mas é muito importante você definir objetivos para você e separar uma verba fixa para você gastar com baladas e compras todo mês. Mas siga isso, pois se essa verba acabar você deve parar de sair e de comprar também.

Para de se sabotar e de depois reclamar que só trabalha pra pagar contas, que não consegue construir um patrimônio… ou pior, quando você chegar pra se aposentar vai ver que o dinheiro não dá pra manter o seu nível de consumo, pois você não planejou sua aposentadoria. Pense nisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *